A ciência diz-nos que um intervalo para o café é bom para a sua produtividade

Um inquérito aos trabalhadores europeus revelou que os hábitos de consumo de café no local de trabalho são moldados pelo tempo, pelo gosto e pelo desejo de um aumento de produtividade: um em cada três trabalhadores diz estar demasiado ocupado no trabalho para fazer uma pausa para o café. O paradoxo existente aqui é que o próprio condutor que promove a concentração e a produtividade está ligado ao ato de desligar, fazer uma pequena pausa, talvez até para tomar um café expresso.

Roel Vaessen, Secretário-Geral do ISIC, afirmou: “O café está frequentemente associado ao local de trabalho, quer seja num escritório ou na fábrica. Queríamos compreender melhor a relação dos trabalhadores com o café, dado que existe uma investigação científica muito interessante que analisa as associações entre cafeína, função cognitiva, estado alerta e concentração”.

As cafetarias eram consideradas como um local fora do local de trabalho até há alguns anos atrás. Agora, com o desenvolvimento de espaços de trabalho cada vez mais amigos do trabalhador, estão a ser integradas no espaço do escritório em todos os escritórios modernos: é cada vez mais provável que se encontre um espaço em plano aberto para relaxar à medida que toma o seu café expresso.

Pesquisas aprofundadas demonstraram que o consumo de cafeína está associado a um aumento da atenção, concentração e desempenho. Muitas pessoas terão visto em primeira mão o costume generalizado do café no local de trabalho, quer num escritório, quer em cenários como o trabalho por turnos em fábricas ou hospitais. As pausas para café são parte integrante da cultura de trabalho, e a frase “fazer uma pausa para café” pode ser sinónimo de tirar um curto período de tempo do trabalho para conversar com os colegas, limpar a cabeça ou simplesmente ter algum tempo de descanso.

Já não é segredo que o efeito que o café tem é tipicamente importante no arranque do cérebro, ao refrescar o nosso foco, e em todas as outras coisas que nos ajudam a sentir-nos ligados, por assim dizer. Hoje em dia, as áreas de café são concebidas com poltronas, sofás confortáveis e sistemas de mobiliário de mesas modulares para criar um lugar onde se pode trabalhar, mas com conforto, bem como ler, relaxar por um momento ou conversar um pouco, proporcionando tudo o que é necessário para desempenhar as suas funções de escritório.

Em todos os países, em média, o café era a bebida mais associada à produtividade, com 43% a escolhê-la em vez de outras opções com ou sem cafeína. O Professor Peters sublinhou isto na mesa redonda, sugerindo que ter pausas no trabalho com uma recompensa (ou seja, café) pode melhorar o bem-estar e a produtividade. Os italianos foram os mais propensos a dizer que o café os tornou mais produtivos no trabalho (56%). Em geral, os inquiridos selecionaram pequenas pausas como sendo as mais suscetíveis de melhorar a sua produtividade (63%). Os finlandeses foram os maiores proponentes das pequenas pausas (75%), em comparação com apenas 53% dos holandeses inquiridos.

Nómadas digitais e as modernas mesas de escritório italianas

Que formato ou forma deve assumir um escritório moderno para pessoas que não têm um escritório? O que pode parecer um paradoxo é, na verdade, a pergunta do dia para os nómadas digitais.

“Onde vai estar a minha secretária hoje?”

Entre o exército cosmopolita de profissionais sem escritório, esta costuma ser a primeira pergunta do dia.

Ser nómada digital significa ser capaz de se adaptar e ter a mentalidade certa para aproveitar ao máximo todas as oportunidades que promovam o desenvolvimento pessoal e aumentem o seu conjunto de competências profissionais.

Há pessoas que conseguem gerir uma startup a partir de um veleiro, pessoas que analisam as suas folhas de cálculo sentadas à beira da água e pessoas para quem o comboio se tornou o seu principal local de trabalho. Há pessoas que acordam numa cidade diferente todas as manhãs e que, para carregarem o seu smartphone ou laptop, perdem tempo a procurar um local com a voltagem certa para se conectarem.

Além de oferecer inúmeras oportunidades, também permite trabalhar com um notebook, que sempre fez da mesa de café mais próxima a melhor opção ou, melhor ainda, elevando a produtividade para o próximo nível, a solução ideal é o café projetado com estações de trabalho confortáveis e wi-fi rápido.

Aprender com o coworking
A escolha número um – a preferência dos nómadas digitais – são os espaços de coworking.

Espalhados por todo o mundo, são espaços tecnologicamente bem equipados criados com base nas mais recentes necessidades dos escritórios empresariais modernos.

O que antes era considerado um espaço destinado apenas a freelancers, agora tem um público mais amplo.

Os espaços de coworking também oferecem um “local seguro” para os trabalhadores que viajam muito utilizarem, talvez em cidades onde a empresa para a qual trabalham não possui escritório. Ser nómada digital não significa ser freelancer profissional.

A secretária executiva para empresas: design e caraterísticas

Ter a secretária adequada é algo indispensável no escritório principal de qualquer empresa, uma secretária que consiga combinar a funcionalidade com a elegância, adicionando estilo ao espaço.
A secretária de determinado profissional representa a sua pessoa, pelo que o estilo e o design têm de ser bem ponderados relativamente a cada pormenor.
O mobiliário do escritório principal deve ser diferente do utilizado nos escritórios de todos os outros colegas de trabalho.
A beleza majestosa da secretária exprime poder, segurança e estilo. Uma grandiosidade discreta adequada ao papel de liderança que desempenha, ao ser o primeiro objeto que chama a atenção quando alguém entra num escritório.
O impacto visual é estabelecido por esta peça-chave de mobiliário, que dita a disposição posterior de todas as restantes. As secretárias executivas têm o poder de transmitir elegância a qualquer cliente potencial. A escolha certa pode transmitir uma imagem reconfortante de seriedade e competência. Além do aspeto visual, a secretária dispõe de acessórios especiais que contribuem para que a sua utilização seja prática e conveniente.

Tamanho: secretária com a largura ideal

O tamanho da secretária executiva profissional é o primeiro detalhe em que alguém repara quando entra num escritório. O tamanho de uma secretária para o escritório principal é superior ao das estações de trabalho em PC comuns. Normalmente, o tampo é mais largo, demonstrando a importância do profissional que a utiliza.
Os modelos à escolha são muitos, podendo variar em função do espaço disponível ou do estilo escolhido pelo profissional para mobiliar o seu estúdio. Se o tamanho do escritório for suficiente, pode optar por uma secretária em forma de L, que permite dividir o trabalho em vários níveis, proporcionando uma distribuição mais organizada dos espaços. É possível arranjar um lugar adequado para todas as ferramentas de trabalho, tais como computadores pessoais, impressoras, telefones e outros dispositivos potencialmente úteis, o que acelera o tempo de ação.

Qualidade: como escolher uma secretária executiva

Geralmente, uma secretária executiva é mais cara do que as secretárias normais. O custo acrescido justifica-se pela qualidade superior dos materiais utilizados, pelo tamanho da superfície de trabalho e pelos acessórios incluídos, tais como cómodas, armários de arquivo, prateleiras superiores e tampo.
Não se trata simplesmente de uma mera peça de mobiliário, mas sim do ponto fulcral que ditará a disposição e harmonização do resto do escritório, bem como do sítio onde será realizada a maior parte do trabalho profissional.
No dia a dia, uma secretária é sujeita a agressões contínuas, pelo que o facto de ser feita de materiais de boa qualidade impede que os arranhões e marcas inestéticas tenham um reflexo negativo na imagem da empresa. Além disso, se a madeira for de boa qualidade, a manutenção será mínima. Poderá ser limpa com uma breve passagem de um pano de pó pelas superfícies. Se escolher um tampo de vidro, todos incluem revestimentos antiderrapantes.

Design: elegância e estilo numa só secretária

O design é aquilo que torna um objeto especial e exclusivo, com uma estética simultaneamente moderna e sofisticada. Quem desempenha funções de gestão na área da advocacia escolhe um estilo adequado ao seu cargo, representativo do profissionalismo e estilo que o distingue.
A secretária executiva de vidro é um tipo de peça de mobiliário que reflete um estilo contemporâneo, sendo possível adaptá-la a qualquer ambiente potencial, tanto “avant-garde” como clássico.
Algumas secretárias executivas são compostas de tampos de vidro combinados com estruturas de aço inoxidável, adicionando um toque sofisticado ao escritório profissional.

Funcionalidade: organização em vários níveis

Uma caraterística essencial das secretárias para escritórios de executivos é o design da composição da totalidade da secretária, que inclui diferentes secções do tampo e acessórios. A organização adequada dos espaços é essencial para trabalhar com eficiência, bem como para transmitir uma sensação de segurança e competência aos potenciais clientes. As prateleiras superiores da secretária são úteis para colocar o monitor do PC, uma impressora, um scanner e qualquer outro dispositivo necessário para o trabalho profissional.
O facto de ter uma prateleira antiderrapante significa que pode trabalhar e escrever à vontade, uma vez que a mesa estará sempre protegida. As gavetas são suficientemente grandes para guardar documentos e artigos pessoais importantes. O armário por baixo da secretária pode conter todos os ficheiros que lhe fizerem falta quando estiver a trabalhar.
Uma secretária executiva organizada representa o ponto central a partir do qual, posteriormente, a gestão se ramifica. Por isso, é importante escolher uma secretária com um tampo largo, prateleiras, compartimentos e gavetas que possam vir a ser úteis.

Estilo: a secretária reflete o estilo da empresa

O escritório profissional tem de transmitir uma imagem específica, pelo que o mobiliário escolhido deve respeitar esse aspeto e realçar essa mensagem com precisão. O escritório executivo transmite em simultâneo uma imagem de modernidade e tradição, de solidez enraizada no passado conjugada com uma perspetiva futurista. Uma secretária profissional de estilo sofisticado e arrojado reflete aquilo que o profissional deseja transmitir aos clientes.

Cadeiras modernas, o objeto mais usado do século 21

Evolução humana, das cavernas às cadeiras modernas.

A evolução humana levou os seres humanos a se sentarem cada vez mais. Principalmente nos países desenvolvidos, 9 de cada 10 pessoas trabalham sentadas em uma cadeira moderna durante todo o dia; além disso, com a difusão massiva da televisão e da internet, os americanos passam em média quatro horas por dia sentados na frente de uma tela.

from-caves-to-modern-chairs

Portanto, é essencial que as cadeiras modernas sejam não apenas ergonômicas, mas também capazes de proteger a saúde dos funcionários que trabalham em escritórios. O desafio é enorme, porque além de garantir uma posição adequada para evitar doenças musculares ou ósseas, elas também devem permitir à pessoa mover-se com o máximo de liberdade possível ao se sentar. O fato é que a falta de exercícios físicos em virtude do estilo de vida sedentário está aumentando a quantidade de pessoas obesas e diabéticas no planeta.

Escritório coletivo ou individual, qual você prefere?

Com as novas tecnologias de informação, a difusão de computadores, tablets e smartphones, a forma como nós trabalhamos mudou. Antigamente o escritório era usado para fazer ligações, usar a máquina de escrever e consultar volumosos arquivos de papel. Também havia lugares para reuniões informais.

Com a digitalização das informações, os arquivos de papel são cada vezes menores e mais escassos e pouco espaço é necessário para armazená-los e consultá-los. Não apenas os escritórios, mas também os móveis de escritório mudaram.

Por esse motivo, pelo menos metade dos novos escritórios são coletivos e abertos. No entanto, cada tipo de escritório, seja coletivo ou individual, tem suas vantagens e desvantagens. Tente considerar

Benefícios de escritórios coletivos abertos:
mais baratos porque economizam espaço e energia para aquecimento
permitem encontrar os colegas com mais facilidade
facilitam trocas de experiência e colaboração
facilitam a transparência

Desvantagens de escritórios abertos:
às vezes pode haver barulho excessivo
podemos incomodar ou ser incomodados quando conversamos ao telefone ou quando ditamos com reconhecimento de voz.

Vídeo que demonstra a importância dos painéis acústicos

Neste vídeo, primeiro conversamos em uma sala sem painéis acústicos, depois conversamos outra vez no mesmo lugar onde painéis acústicos à prova de som foram agregados. A diferença é notável, não é?

Entrevista em vídeo de Katherine Hepburn: Atuar é como comprar móveis

Katharine Hepburn estava certamente entre as quatro ou cinco atrizes mais prestigiosas e famosas do último século. Em uma entrevista durante um progrmama popular norte-americano, Dick Cavett, repórter de TV, perguntou se ela não se arrependia de atuar em um filme sem ser devidamente paga. Sua resposta foi que a satisfação de ter atuado em uma obra que perdurou no tempo é tão grande que a recompensa financeira passa a ser secundária. Katharine Hepburn adicionou: “É como comprar um lindo móvel de decoração, quando olho pra ele meu prazer é tamanho que nunca penso em quanto custou.”

Com a resposta de Dick Cavett de que ele hesitava para comprar um móvel por causa do preço, a atriz não hesitou em qualificar esta atitude como “estúpida”.

Comparar a compra de um móvel a atuar é algo realmente novo e muito lisonjeiro para nós profissionais do mercado de móveis de escritório

RED DOT: Novo reconhecimento para Juno e Saya

A La Mercanti tem o prazer de anunciar que as cadeiras de design italiano da Juno, desenvolvida por James Irvine e da Saya, desenvolvida por Lievore Altherr Molina, foram ganhadoras do prestigioso prêmio alemão Red Dot.

A Arper não é uma recém chegada a este prêmio: no passado, as coleções Catifa 46, Norma, Loop e Leaf também ganharam este prêmio. É importante destacar que a Saya, desenvolvida por Lievore Altherr Molina, fez ainda melhor este ano, ganhando o prêmio mais elevado na competição, o “Red Dot: Prêmio de Melhor Design de Produto”: um prêmio altamente cobiçado que foi concedido apenas a 58 projetos. A cadeira Saya é uma marca, um gesto, um símbolo gráfico, realizada em madeira para completar um espaço como uma assinatura. Com linhas harmoniosas e material aconchegante, sua silhueta é arrojada e atraente.